Sólida infra-estrutura e advogados
            especializados na área previdenciária.

Lesões da Voz e o INSS
O assunto hoje interessa a todos os professores, locutores, telefonistas, vendedores... Enfim, todas as pessoas que fazem da voz a sua ferramenta de trabalho.
Saiba +
Artigos

Que inflação é essa?
Publicado no Jornal Comércio da Franca do dia 12/01/2018, Seção Opinião e Debates, pág. 04 (disponível também em http://gcn.net.br/noticias/368815/opiniao/2018/01/que-inflacao-e-essa)
Escrito por: Tiago Faggioni Bachur. Advogado e professor especialistas em Direito Previdenciário



Que inflação é essa?

(Escrito por TIAGO FAGGIONI BACHUR. Advogado e Professor especialista em Direito Previdenciário)



O governo comemora a baixa inflação do ano de 2017, que ficou, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2,95%. O IPCA é calculado pelo IBGE, apontando mensalmente a variação do custo de vida médio de famílias com renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos das 11 principais regiões metropolitanas do país. Têm maior peso, para a apuração do IPCA, itens como alimentação e bebidas, que tiveram redução.

Mas como a inflação pode ser tão baixa, se no ano passado, por exemplo, o botijão de gás subiu 16%, planos de saúde 13,53%, creche 13,23%, gás encanado 11,04%, taxa de água e esgoto 10,52%, ensino médio particular 10,36%, energia elétrica residencial 10,35% e gasolina 10,32%?

Para o leigo, a impressão é de que pode haver manipulação dos números. Afinal, se a CPI do Senado e a ANFIP (Associação Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal) demonstraram que os cálculos do governo estavam errados ao afirmar falsamente a existência de déficit na Previdência, por que não haveria também alteração de informações na mensuração dainflação?

No entanto, a justificação do governo para uma inflação tão pequena vem do aumento de 30% da safra, fazendo com que alimentos ficassem mais baratos e impedissem que a inflação fosse maior.

É importante ter em mente que existem diversos tipos de índices para medir a inflação. Cada um com característica e metodologia própria. Por isso, pode-se ter “diferentes” índices inflação.

O INPC (índice nacional de preços ao consumidor) é utilizado para a correção dos benefícios pagos pelo INSS. Ele é semelhante ao IPCA e verifica a variação do custo médio das famílias com rendimento familiar médio entre 1 e 5 salários mínimos. Indica as variações de preços nos grupos mais sensíveis, que gastam todo rendimento em consumo corrente (alimentação, remédio, etc.).

Assim, quem recebe o salário mínimo terá o reajuste de 1,81%. Quem recebe mais, o reajuste será de 1,88%. A diferença, ou melhor, o desconto aplicado ao salário mínimo é porque no ano anterior o reajuste foi acima da inflação e a agora quer se fazer a compensação dessa diferença.

Independentemente do critério utilizado, tendo o salário mínimo passado de R$ 937,00 para R$ 954,00, certamente não conseguirá comprar as mesmas coisas de antes, apesar de toda a argumentação da equipe econômica.

 




BACHUR & VIEIRA - advogados


acesse: www.bachurevieira.com.br
Escritório: Rua Couto Magalhães, 1846 e 1850 - CEP 14.400-020 - Fone (16) 3403.3468 e 3025-0503 - Franca/SP


Mantenha-se informado em tudo o que acontece na área previdenciária. Acesse www.bachurevieira.com.br.




Voltar


Rua Couto Magalhães, nº 1846 e nº 1850
Centro - Franca/SP - CEP 14400-020
Fone (16) 3403-3468 - 3025-0503

Todos os direitos reservados
Desenvolvido por